quinta-feira, 26 de março de 2015





óleo s/tela Recta Final (colecção particular) 

A vida é uma longa caminhada 

Algumas vezes o percurso é fácil, através de belos caminhos espaçosos, planos e floridos. Caminhamos alegremente, acompanhados pelos nossos entes queridos.
No início da viagem tudo parece mais fácil e desejamos com ansiedade a feliz realização, no final do percurso. Parece-nos que só falta um bocadinho, que é já ali que se concretiza o nosso sonho. 
Depois o caminho começa a ser acidentado e temos de ser nós a desbrava-lo necessitando afastar silvados que nos deixam marcas dolorosas na pele. Por vezes, temos de nos equilibrar à beira de precipícios, agarrando-nos a escarpas e raízes para não cair no fundo do abismo.
Não nos é permitido parar para descansar um pouco da fadiga da viagem A vida obriga-nos a seguir em frente sempre quer queiramos ou não. À medida que vamos caminhando, menos forças temos para subir a pulso os escolhos que nos surgem no caminho, menos força temos para afastar os espinhos dos silvados bravios e o que queríamos era poder parar.
O cansaço é tão grande e não se vê nenhum horizonte à vista.

 pintura e texto de Emília Matos e Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário

Memórias de Sintra III conjunto de quatro óleos s/tela  Capela de Sta. Eufémia da Serra de Sintra "Quem pela hera pa...